Posts da Categoria Dúvidas da Leitora


A primeira dança

Tenho uma novidade bem legal para vocês, a Juliana Marques é assessora e cerimonialista da empresa Eternamente Noiva, e ela vai ser nossa colaboradora aqui no blog, respondendo algumas dúvidas e trazendo algumas dicas. Sei que um casamento gera muitos dúvidas e até o mais simples dos detalhes pode dar aquela dor de cabeça, e nada melhor do que alguém que entende do assunto e já atendeu muitas noivinhas para nos ajudar, não é mesmo? O primeiro post fala sobre a primeira dança, espero que gostem!

Por Juliana Marques

“A primeira dança depois de casados é quase tão importante quanto o próprio casamento. Porque é naquele momento que você vai finalmente parar… olhar para o seu marido e lembrar {mesmo que por alguns segundos} de quantos caminhos vocês percorreram para chegar até ali…, quantas barreiras enfrentaram (ou não) para ficarem juntos, de como era difícil se despedir no final do dia… e aí, sabe aquele sorrisinho que está presente em quase todas as fotos da “primeira dança”? é quase uma tradução para “conseguimos!”.

Acredite, esse momento é mágico. É um momento único de cumplicidade entre vocês e que jamais será esquecido. Mas alguns casais, apesar de terem a vontade de dançar, preferem abolir a idéia – ou porque não sabem ou porque sentem vergonha. Mas acredite, ninguém está ali para reparar se vocês estão dançando certo ou errado. Elas estão felizes e admirando o momento de vocês.

Mas pelo sim pelo não, que tal fazer algumas aulinhas de dança? Não precisa ser uma super coreografia, mas uns passinhos ensaiados com certeza os deixarão mais seguros.

Outra dúvida de muitos casais é: “em qual momento da festa devemos dançar?” Esta é uma questão que vai depender da vontade de cada um… mas eu sempre recomendo que a dança deve ser feita assim que vocês entrarem no salão. Porque? Porque é neste momento, que todas as atenções estarão voltadas para vocês! Se deixar para outro momento, a atenção dos convidados já de dispersou – ainda que o Dj peça a atenção de todos, não é a mesma coisa.

Bem, para ilustrar este lindo momento e aquele “sorrisinho” que mencionei no inicio do post, separei algumas fotos da primeira dança  para servir de inspiração :)”

Um beijo e até o próximo post.

Juliana Marques – assessora e cerimonialista da empresa Eternamente Noiva.

Incoming search terms:

  • modelos de save the date
Gostou deste post? Compartilhe:

Convidar todos ou só os mais próximos?

Os noivos tem muitas dúvidas a respeito dessa questão, quando começamos a planejar o casamento pensamos em convidar todos, só que no decorrer dos preparativos vamos percebendo que nem sempre é possível.

Custos x Realidade: Os custos de um casamento no Brasil são elevados, e casamento é um conjunto de detalhes e contratações, são muitos fornecedores e serviços a serem pesquisados e contratados, e realmente vai um bom dinheiro nisso tudo.  E como fica na hora em que percebemos que o orçamento está apertado e temos que nos conformar em não convidar todos?  São colegas de trabalho, colegas de faculdade, ex colegas, amigos, parentes, vizinhos, se pensarmos bem, conhecemos muitas pessoas, e será que devemos convidar todos?

Dúvida da Noivinha: Uma leitora me enviou um email com uma dúvida e achei interessante fazer um post sobre este assunto, vou colocar uma parte do email dela para vocês acompanharem.

Eu me caso no dia 03/03/2012. Desde que nasci, frequento – juntamente com a toda a minha família – a mesma igreja. Embora eu conheça os membros, não tenho intimidade com todos. Sei que não é educado convidar apenas para a cerimônia, mas é inviável chamar a igreja toda para a festa. Assim, o que é preferível: I) quebrar a regra de etiqueta e convidar apenas para a cerimônia, pois, desta forma, participarão do momento mais simbólico do casamento; ou II) não enviar convite para a igreja e chamar apenas os mais próximos?

Quando eu Casei: Minha situação foi parecida com a da Ana, desde pequenininha eu frequento a mesma igreja e o Pedro também, conhecemos muitas pessoas, e muitas pessoas conheciam nossos pais. Quando começamos a namorar muitas pessoas perguntavam do casamento e quando marcamos em 2009 uma das “lutas” foi a lista de convidados. Primeiramente fixamos um número, vai ser 250 pessoas, elaboramos a lista, bota esse, tira aquele, lembra de outro, parecia que nunca ia terminar, e parecia que cada vez mais surgiam pessoas.

Convidamos todos? Realmente nós não convidamos todos, pois se somassemos igreja, trabalho, ex-colegas do pedro, amigos dos pais, parentes, seria muito complicado casar. Convidamos os mais próximos, os amigos e familiares, meus pais tiveram um número de pessoas para convidar e o mesmo aconteceu com minha sogra, pois é um momento especial para eles também.

No fim do casamento foi nos passado que mais de 300 pessoas compareceram, todos os convidados foram, poucos faltaram, claro que ficamos felizes, e graças a Deus pedimos tudo a mais, caso isso acontecesse.

Cuidado: Você precisa ficar pronto caso isso aconteça, pois muitas vezes você convida e pensa “ah, esse não vai” e vai mesmo, não convide pensando que a pessoa não vai, esteja pronto, fique esperando que todos compareçam.

Convidar TODOS somente para a cerimônia: Eu acho essa alternativa um pouco chata mesmo que a cerimônia e recepção sejam em lugares diferentes, pois a pessoa vai ficar sabendo que teve festinha e não foi convidada, pois é tradição ter festa de casamento, coquetel, jantar, ou só um bolo com champagne, eu sinceramente acho que isso fica chato para o casal e para o convidado. Fico pensando em alguma pessoa perguntando ” vai na festa?”, ou “onde vai ser a festa?” e o coitado respondendo “não sei, não me convidaram”. Pense nisso.

Convidar somente os mais próximos: As pessoas precisam entender que casamento não é barato, mesmo o mais simples, é preciso ter bom senso e entender que o casal amaria convidar todos, mas é complicado. Se você não pode convidar todo mundo, convide os mais próximos e os familiares, não fique ansiosa, é normal, não fique imaginando o que as pessoas estão pensando, faça de acordo com o que você pode, curta os preparativos e o grande dia!

Mini Wedding: Hoje em dia existem muitas opções de formatos de casamentos, o mini wedding por exemplo é uma ótima opção, e tem chegado de mansinho e conquistado os casais, é uma ótima alternativa de casamento mais intimista e econômico.

Minha vontade sempre foi fazer um casamento em um jardim ou em um lugar pequeno e bem aconchegante, devido ao grande número de pessoas isso não foi possível, mas não fico triste, grande ou pequeno, simples ou pomposo, no jardim ou no salão, esse dia é um dia especial, e será lembrando para sempre, com poucos ou muitos convidados, o que importa é que você tenha as pessoas especiais pertinho compartilhando com você esse momento.

Fotos: Style Me Pretty

Incoming search terms:

  • mini wedding
Gostou deste post? Compartilhe:

Dúvidas sobre o Save The Date

Recebi uma mensagem de uma leitora com algumas dúvidas sobre o Save the Date, vendo a mensagem, resolvi elaborar um post com alguns tópicos e dúvidas que muitas noivinhas devem ter.

O que é Save The Date

Save the Date é muito usado nos Estados Unidos, e há algum tempo tem chegado com tudo e tem conquistado muitos casais Brasileiros.

Save the date significa em português  “reserve a data”, e é um aviso enviado com um tempo de antecedência aos convidados, nele você deixa pré-avisado a data e cidade do casamento.

Porque enviar um Save the Date

É muito interessante o envio do Save the Date, pois você já deixa os convidados avisados da data, evitando possíveis viagens ou compromissos. Muitas vezes o convite é enviado com pouca antecedência, devido a correria dos dias de hoje, muitos noivos entregam um mês antes do casamento, e muitos convidados acabam faltando pois já tinham marcado reuniões, viagens, etc. Enviando este pré aviso você consegue evitar que seu amigo ou parente querido falte ao casamento.


Quando entregar o Save The Date

O recomendado é enviar com 5 a 6 meses de antecedência. Se você e seu noivo já decidiram a data e tem certeza do dia, já podem elaborar um save the date e enviar aos convidados. Com alguns meses de antecedência você já consegue ter certeza de vários detalhes como salão, data, disponibilidades, etc.

Vintage Volkswagen {Save the Date} from Lovespun ~ Handmade Films on Vimeo.

Tipos, Estilos e como entregar o Save The Date

Tipos: Hoje em dia existem muitas maneiras criativas de fazer o Save the date, pode ser um cartão impresso, um vídeo, ou  até mesmo um cartão virtual. Ele pode ser enviado por correio, pessoalmente, enviado em dvd, ou até mesmo email. Cada dia que passa temos mais praticidade, e você decide o melhor modo de enviar.

Estilos: O casal que decide o estilo do save, pode ser divertido, romântico, com foto, sem foto, em vídeo cartoon, em vídeo real, em foto montagem, slide de fotos, enfim, são muitas alternativas, o casal deve conversar e ver a que mais gostam.

Como entregar/enviar: Para os amigos e parentes distantes você pode enviar por correio tanto um save the date impresso quanto um save em vídeo/dvd. Para o pessoal mais perto você pode entregar em mãos, ou enviar por email um save virtual fazendo uma grande surpresa, claro, que tem algumas pessoas que não possuem email, como os parentes mais velhinhos ou o pessoal que não curte o mundo virtual. Se acontecer isso com você, a idéia é fazer alguns impressos para esses convidados.

Vou Gastar uma fortuna?

Muitos casais devem pensar em não fazer o save the date para não gastarem mais, pois é uma fortura! Sinceramente não é tão caro assim, dependendo do que você escolher, claro. Se você não conseguir contratar alguém para fazer por causa do corte de despesas experimente fazer você mesmo.

Faça você mesmo: Fazer um video com fotos no Windows Movie Maker não tem custo algum por exemplo, eu mesma fiz um vídeo com fotos em um aniversário de namoro.  Peça ajuda aos amigos para o desenvolvimento da arte impressa, se você tem uma câmera digital faça fotos divertidas e faça uma montagem, peça para um amigo filmar vocês em um lugar bonito.

jenny+nick {savethedate} from 618studios on Vimeo.

Espero que tenham gostado das dicas, se faltou alguma coisa me avisem, eu não fiz save no meu casamento, nós noivamos em fevereiro e casamos em setembro de 2009, confirmamos a data em março e na época eu nem pensei em save the date, pois estava trocando de empresa e estava na correria para os preparativos. Se fosse hoje eu faria, pois acho tão fofo já avisar, mas isso não é obrigatório, não se sinta frustrada em não ter, sei que temos muitas despesas nessa época.

Nosso Cartoon – Maria Cristina e Fernando from Nosso Cartoon on Vimeo.

Fotos: Minted

Incoming search terms:

  • save the date casamento
  • save the date significado
  • quando entregar o save the date
  • quando enviar o save the date
  • mensagem save the date
  • como enviar o save the date
  • como enviar save the date
  • save date
  • mensagem para save the date
  • save de date
Gostou deste post? Compartilhe: